Metodologia

Cada área de atuação tem a sua própria metodologia. No entanto os contratos EPC pela sua complexidade e multidisciplinaridade requerem uma aproximação sistematizada que seguidamente se descreve:
 

Passo 1 – Análise preliminar da situação – consumos, equipamentos existentes, adequação da instalação aos regulamentos, despesas de manutenção.
 

Passo 2 – Auditoria energética – análise dos custos operacionais incluindo a exploração e manutenção, estudo dos equipamentos instalados e suas condições de funcionamento, estudo dinâmico (interação com as condições atmosféricas, ocupação e condições de operação), seleção das medidas de economia e estimativa do potencial de poupança.
 

Passo 3 – Formulação de propostas integradas para obter sinergias. As nossas propostas podem incluir AVAC, iluminação, revestimentos, AQS, compensação do fator de potência, energias renováveis (solar térmico e fotovoltaico), sistemas de gestão que permitam administrar toda a instalação, e formação comportamental.
 

Passo 4 – Definição do campo de atuação – pode incluir o passo 6 e também a manutenção posterior das instalações.
 

Passo 5 – Modelo económico e financeiro.
 

Passo 6 – Implementação das medidas – fornecimento e execução das mesmas.
 

Passo 7 – Monitorização e medição dos resultados.